De volta para as séries! O que assisti em 2016

Eu sei, eu disse que voltaria antes do ano acabar, mas acabei viajando para o sítio e não tinha vestígio qualquer de sinal, internet ou o que fosse. A gente reclama, mas acaba sendo ótimo dar um tempo dessas coisas e curtir o que está na nossa frente. Por mais que eu ame minhas séries, eu não queria ter voltado para a cidade. Ou pelo menos não tão cedo, né?
Depois que eu assisti Breaking Bad em 2013, passei por uma depressão pós-série danada. Quem me conhece sabe que essa é minha série preferida e sempre vai ser, ao lado de Friends. Não tem como escolher uma ou outra, até porque elas não têm nada em comum além de serem muito bem feitas. O que aconteceu nessa depressão pós-série foi que nada parecia bom o suficiente para mim, fiquei mais de um ano sem começar série nenhuma, focada apenas em animes e filmes e continuando apenas as séries que eu já assistia antes desse evento drástico, que eram Once Upon a Time e The Walking Dead (que por sinal, foram as duas séries que abandonei em 2016 e no final irei falar o porquê).

No começo de 2016, meu namorado colocou um episódio de Fringe para assistir comigo, sem compromisso. Só que eu me apaixonei completamente pelo enredo e personagens e acabou sendo a série que me trouxe de volta para esse mundo. Eu ainda não tinha voltado completamente, por exemplo, a arte de devorar séries estava fora de questão. Assisti num ritmo lento, por assim dizer, mas acho que foi o melhor a ser feito, já que não é uma série super leve e fácil de assistir. Terminei a quinta temporada agora em Dezembro, e já sinto saudades da Olivia, que entrou pra lista de personagens femininas fodas, por carregar uma força imensa e ainda assim saber ser sentimental. A série ganhou meu coração, e dou 5 estrelas para ela.
Logo que voltei para o mundinho Netflix também comecei algumas séries sozinha, e uma delas foi Friends. Essa é uma história engraçada. Tenho um amigo que sempre me falava de Friends e de como eu ia gostar e como era legal e como era isso e aquilo e eu apenas revirava os olhos e falava: “Cara, não vou gastar meu tempo para assistir uma série enorme igual Friends. TEM 10 TEMPORADAS COM MAIS DE 20 EPISÓDIOS CADA!!!!”
Quem me conhece também sabe que não costumo ter paciência para coisas longas. O que me fez mudar de ideia esse ano, foi passar tempo demais no tumblr (para quem quiser stalkear ou me seguir: a little bit bad ) e por lá sempre encontro muitos gifs de Friends. E eu gostava deles. Eu me identificava com eles. Principalmente com os do Joey sobre pizza ou qualquer outra comida. Eu reblogava eles. Então comecei a pensar “Meu, não tem como uma série ter tanto gif legal e não ser boa… Deve ser exatamente por isso que faz tanto sucesso e tem tanta temporada! Vou dar uma chance. Posso assistir sem compromisso, só quando der vontade”. HOW NAIVE! Na primeira temporada eu já estava apaixonada. Na terceira eu estava entregue. Quarta e quinta eu assisti em uma semana porque não me aguentei, eu tinha estabelecido que iria assistir uma temporada por mês, para garantir que eles ficassem um tempo considerável na minha vida, já que eu não tive a felicidade de ter os dez anos, mas nessas temporadas eu não consegui. Agora estou mais controlada, confesso. Só não terminei a série ainda por causa desse meu autocontrole, e nem preciso terminar para ter a certeza de que se tornou minha preferida junto com BrBa.
Nesse ano que se foi também tive a companhia de Scream, não aguento mais esperar a nova temporada por sinal! Eu sou fã de um gore com suspense no meio, então só imaginem minha felicidade ao descobrir essa série.
Também comecei Downton Abbey, estou apaixonada por essa! E comecei e terminei Land Girls e Black Mirror. Acho que estou na vibe de séries com temática antiga, guerra e afins. Enfim!

Agora, vou explicar porque abandonei Once Upon a Time e The Walking Dead. Quando algo começa a ficar longo demais mesmo tendo um enredo fechado e centralizado, fica exaustivo, a história se perde ou cria novos caminhos para seguir que nem sempre vai agradar quem começou a série por causa do tema central. Cada temporada tem um plot, mas esses precisam ter algo em comum, que ao juntar, faça sentido para toda a história. Once Upon a Time não soube lidar com isso, e sinceramente nem sei mais do que essa série se trata, o que os diretores querem passar. Está recheada de relacionamento sem graça (vulgo C$), coisas desnecessárias e a maioria dos personagens estão em pausa de evolução, simplesmente não crescem mais. Toda história precisa de uma progressão significativa, caso o contrario, não vai me prender. Essa série quebrou meu coração de várias maneiras, e me dói muito ter abandonado, deixado pra lá atores que eu gosto muito, mas melhor assim do que continuar perdendo meu tempo com algo tremendamente ruim.
Já em The Walking Dead, acho que fiquei cansada mesmo, faltou paciência. E saber que a série está longe de acabar não ajudou em nada. Nenhum motivo específico e também nenhuma frustração com os personagens, eu continuo amando zumbis, a Carol, Daryl, Michonne, Meg e Glenn (sdds). Apenas já deu.

E vocês, que séries fizeram parte de suas vidas em 2016? Quais farão esse ano? Quais serão abandonadas? Boa sorte na escolha!

Por hoje é só, e até a próxima dose!

Anúncios

6 comentários

    1. Ainda acho que não me expressei o suficiente, e não faço resenha porque sou péssima com essa coisas, sou do tipo “é foda demais, assiste!” hahahah. Mas dá uma olhada sim, cada uma delas é única e tem um tema diferente, exceto Downton Abbey, que acho que posso dizer que é um pouco semelhante com Land Girls. Não muito, mas é um universo semelhante, saca. E Friends é maravilhoso demaaaais! ❤

      Curtir

  1. tenho de deixar aqui as minhas séries preferidas! porque me identifiquei muito com este post.

    cuidado porque eu devoro séries e, ao mesmo tempo, sou muito picuinhas. estranho, né?

    as que já devorei:

    six feet under {o melhor humor negro de sempre, e muito inteligente};
    american horror story {aborda temas macabros de uma forma criativa};
    girls {uma visão real sobre a vida e relacionamento das jovens mulheres};
    drop dead diva {so, so funny};
    my mad fat diary {engraçado, e também triste. é bom ver a evolução sobre o amor-próprio da personagem};
    being erica {um dos meus preferidos};
    hustle {simplesmente brilhante com jogadas incríveis};
    how i met your mother {se gostaste de friends, vais gostar deles também};
    os bórgia {nem sei como descrever};
    um mundo sem fim + os pilares da terra {se gostares do medieval};
    o negócio {uma visão diferente sobre o mundo da prostituição};
    true detective {a virar para o filosófico, com passagens tão profundas que vais querer parar para anotar e meditar e escrever sobre. não podes perder! mesmo.};
    big little lies {esta é recente e fala sobre violência doméstica de forma arrebatadora};
    this is us {ajuda se eu disser que chorei a cada episódio? e eu não sou chorona};
    anne with an e {terminei há uns dias, se gostas de ana dos cabelos ruivos vais adorar. se não gostares, vais adorar na mesma. a anne fala de uma forma encantadora. é música para os ouvidos de qualquer escritor}.

    neste momento ando a ver gotham, eu que nem ligo a personagens da dc comics ou da marvel. orange is the new black {e tendo uma crushzinha na vause}, humans {se gostares de sci-fi; mas como gostaste de black mirror…}, e pretty little liars, para desanuviar.

    houve séries que gostei muito mas não foram até ao fim, como the wisper, apple tree yard, v, the lying game.

    ah e vê também californication! aquele duchovni… e ainda, unreal {mostra como os tv shows tipo ‘are you the one?’ são realizados}.

    e acho que já tens material que chegue. se quiseres mais informações, é só dizer. ;D

    Curtido por 1 pessoa

    1. Muito obrigada pelas indicações! The Borgias, American Horror Story e My Mad Fat Diary são séries que estão na minha lista há um tempo. Ótimo saber que são boas! E Anne with an eu me apaixonei logo quando vi o trailer, com certeza vai ser a minha próxima série. No momento eu estou dando uma pausa nas séries e assistindo mais animes, e provavelmente farei um post sobre, quando eu chegar na minha meta de 100 animes assistidos, hahaha. Me interessei muito por Humans e True Detective, tá anotadinho aqui pra quando eu voltar pra esse mundo! 💙

      Depois desse post eu assisti bastante série até. Terminei Daredevil, Friends, Downton Abbey, assisti 13 reasons why, Dear white people, Westworld (que é sensacional, maravilhosa mesmo. tô super ansiosa pela segunda temporada), e no momento tô acompanhando a American Gods apenas. E esse série tá tão maravilhosa que provavelmente vai me render um post semana que vem, que é quando acaba a temporada!

      Curtido por 1 pessoa

      1. o13 reasons why também gostei muito! não indiquei na lista porque não sabia se seria o teu género. mas é bom saber que sim!

        o downton abbey comecei a ver e estava a gostar, mas o meu marido desinteressou-se e eu acabei por não ver o resto. mas hei-de pegar num futuro próximo {assim que acabar o orange is the new black}. quanto ao resto vou dar uma olhada.

        também adoro animes, mas tenho visto muito poucos. fico à espera do post! ❤

        Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s