Coluna torta

O vento entra pela janela
O gato também
Ele deita aos meus pés e se lambe e dorme
E eu permaneço acordada
Estou acordada às 01:39
A internet se foi
Ela se foi e eu não soube o que fazer
Tudo o que me restou foi escrever
Lamentar que minha fonte de depressão partiu
E que agora nada me impede de fazer o que deveria fazer em tempo integral.

Meu amor está usando apenas uma cueca roxa essa noite
Jogando um jogo que não sei o nome mas parece legal
Eu não quero jogar
Eu não quero nada além de poder me aninhar em seus braços
Enquanto o vento entra pela janela.

Observo a existência essa noite
Essa noite poderia não existir
Previram mais uma vez o fim do mundo
E mais uma vez falharam, infelizmente.
Minha coluna torta dói um pouco e talvez eu culpe algo superior a mim
Essa dor não estaria aqui agora se o fim do mundo chegasse hoje.

As coisas nem sempre acontecem com uma razão
Mas talvez, apenas talvez, seja bom que tudo esteja em seu lugar.
Felizmente o mundo não acabou
Porque meu amor está logo ali
E meus olhos repousam em suas costas.

Eu gosto da vida em alguns momentos.
Eu gosto da vida agora, enquanto o vento entra pela janela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s